Tel.: (22) 3852-8542


NÃO OLHE TANTO ASSIM PARA A CRISE

Estamos vivendo, segundo especialistas no assunto, a maior crise de todos os tempos no Brasil. Crise econômica, política... Não vou entrar nos méritos dos motivos causadores disso, iria gerar polêmica demais e o objetivo aqui não é esse. Sabemos que a situação é grave, mas que a vida não vai parar por causa disso. E é exatamente disso que vamos tratar aqui.

Há algum tempo um Professor me fez a seguinte comparação: se você entra em um lugar cheio de gente, e ficar se concentrando em uma pessoa que está nesse meio, olhando fixamente para ela, em algum momento essa pessoa vai acabar percebendo isso e olhando de volta. A não ser que ela seja cega, naturalmente sua insistência em permanecer focando toda a sua atenção, com seu olhar diretamente nela vai acabar por fazer com a pessoa olhe pra você. Pode parecer uma comparação boba, mas isso acontece também com a crise. Palavras de pessoas que passaram por momentos de crises graves, e venceram por não colocarem toda a sua atenção somente no problema.

Quer um exemplo? A Gol, famosa empresa aérea brasileira, cresceu exponencialmente durante a crise aérea, aquela que ocorreu após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. Na época, a população mundial estava com muito medo de pegar aviões, pelo risco de novos sequestros. Com isso, a receita das grandes empresas reduziu, elas deixaram de comprar mais aeronaves, demitiram empregados... Uma crise sem tamanho. A Gol fez o caminho inverso: investiu em comerciais, contratou pessoal e fez contratos com as montadoras de aviões, conseguindo preços muito mais baixos devido à baixa procura. Com isso, quando a crise passou a empresa estava muito à frente de suas concorrentes, muitas empresas gigantes e tradicionais no mercado.

Não quero aqui dizer que você não deve tomar conhecimento da crise. Mas é importante saber que momentos assim podem ser grandes oportunidades para crescimento, se você analisar com atenção e ter um bom plano para atravessar de maneira positiva esse tempo que, com certeza, vai passar.

Mas se o assunto principal da coluna é falar sobre tratamentos odontológicos, saúde bucal, por que estou falando de crise? Naturalmente, a crise deixa todos assustados, com medo de gastar com qualquer coisa que não seja o básico. E o que vejo na nossa clínica, a NovaOdonto, quase diariamente são casos de pessoas que infelizmente ainda não reconhecem o tratamento odontológico e a saúde dos dentes, um sorriso bem cuidado como parte das necessidades básicas da vida, e deixam de lado especialmente em momentos como esse que estamos passando. Todos querem saúde, mas muitos esquecem que a saúde está ligada diretamente aos dentes.

Além do sorriso bonito, que aumenta a autoestima e bem-estar, o bom funcionamento de todo o aparelho mastigatório é essencial para a saúde. Poder comer de tudo, morder, mastigar sem preocupação faz bem para todo o corpo. E mesmo com a crise, eu afirmo que um tratamento odontológico de qualidade está ao alcance de qualquer um que deseje ter qualidade de vida e um lindo sorriso. Tudo depende do valor que a gente dá, isso é fato. E acredito que todos os benefícios que citei aqui, por si só já falam de como é importante incluir o tratamento odontológico como necessidade básica que merece total atenção. E nesse tempo de crise, onde todos estamos muito mais controlados, é perfeitamente possível e acessível realizar um tratamento odontológico com qualidade dentro da realidade, não deixando de lado algo tão importante para nossa vida. 


 

Clareamento Dental

Conheça mais sobre esse procedimento que está sendo cada vez mais utilizado por pacientes no mundo todo.


O que o tempo, o consumo contínuo de alimentos com muito corante (café, refrigerante, chás, entre outros), o hábito de fumar, a pigmentação devido a restaurações antigas, um trauma na polpa dentária, um tratamento de canal ou até mesmo o consumo de certos medicamentos têm em comum? Todos esses fatores, associados ou isolados, causam o escurecimento dos dentes.

É indiscutível que o bem-estar também está aliado ao um sorriso saudável. Dentes clareados proporcionam rejuvenescimento, autoconfiança, autoestima e com certeza contribuem para que a pessoa se sinta mais segura e feliz.

O clareamento dental funciona por meio da aplicação de um gel que libera oxigênio. Esse gel penetra na intimidade do esmalte e da dentina quebrando as moléculas dos pigmentos causadores do escurecimento e liberando as manchas. Há duas formas de tratamento: no consultório, onde o dentista utiliza o gel em concentração maior em sessões de 45 a 60 minutos; o outro método é o caseiro: o paciente utiliza-se de moldeiras e aplicação diária do gel de uma a quatro horas por dia, de acordo com a concentração. É imprescindível a orientação do profissional que irá avaliar o caso e escolher a melhor técnica a ser utilizada. O clareamento é um tratamento relativamente novo e, por causa de seus benefícios, muitas pessoas já o realizaram e estão completamente satisfeitas com os resultados. Mas, ainda há algumas dúvidas. As mais frequentes são:

- Os produtos utilizados são seguros à saúde?

Com certeza. Os produtos utilizados têm o respaldo de pesquisas, testes, experiências e as indústrias são responsáveis pela composição das fórmulas. Com um bom acompanhamento profissional, não há risco para a saúde.

- O dente clareado fica enfraquecido?

Não. Pode ocorrer uma perda mineral que será revertida pela ação da saliva. Os sistemas clareadores utilizados na NovaOdonto, por exemplo, contêm cálcio que atua reduzindo essa perda mineral. O dente não irá quebrar mais fácil, como diz o mito...

- Mas há efeitos colaterais?

Pode ocorrer um aumento da sensibilidade após o tratamento, mas isso varia de paciente para paciente. Se ocorrer, a solução encontrada é o uso de agentes dessensibilizantes.

- Quais são as contraindicações do clareamento?

Deve-se evitar em pacientes gestantes, lactantes, com alergia comprovada ao produto utilizado e que possuam patologias periodontais (na área da gengiva).

- Após realizado, quanto tempo dura o tratamento?

Cada caso tem sua particularidade. O consumo excessivo de alimentos e bebidas com corantes e o tabagismo são fatores que colaboram para o escurecimento e o menor tempo de duração do clareamento.

- As restaurações existentes alteram-se por causa do clareamento?

Não. O clareador não age sobre as restaurações, por isso pode ser necessária a troca das mesmas, para que haja uma harmonia estética.

 

FOTO: (colocar em ordem, ANTES E DEPOIS, LADO A LADO)

LEGENDA DA FOTO: Clareamento dental: o melhor sorriso ao alcance de todos. (Fonte: site FGM)

 

Teoricamente, qualquer pessoa pode fazer o clareamento dental, mas é necessário que haja uma boa avaliação por parte do cirurgião-dentista. Se você se interessou, procure-nos na NovaOdonto! Seu sorriso se reflete em toda sua vida... E você merece sempre o melhor sorriso! Até a próxima!

Matheus Matos é Cirurgião Dentista e coordena a Clínica NovaOdonto, situada em Miracema-RJ. Contatos: (22)3852-8542 / WhatsApp da clínica: (22)99790-7650 / E-mail: dr.matheusmatos@hotmail.com


 

POR QUE IR AO DENTISTA?

Interessante é notar que mesmo tendo a resposta para a pergunta título deste artigo, há uma grande fatia da população que só visita o dentista em caso de extrema necessidade, quando não é mais possível protelar, devido à dor, estética comprometida ou, ainda pior, quando o caso é tão grave que incomoda as pessoas próximas que avisam - em um ato heroico -  da necessidade urgente de uma visita ao dentista. Sim, pode soar engraçado mas acredito que seja um ato de heroísmo quando alguém tem a coragem de informar a uma pessoa que ela necessita de ajuda especializada para sua saúde bucal.


Para se ter uma ideia, há inúmeros casos de mau hálito que podem ser solucionados com a troca de uma prótese, extração de uma raiz residual, ou até mesmo com uma simples remoção de tártaro.


Mas o assunto "mau hálito" nós vamos deixar para um próximo artigo. Vamos retomar o raciocínio. Talvez você conheça uma pessoa (ou seja uma delas!) que espera pacientemente até o último segundo para procurar a ajuda de um dentista. Eu poderia aqui tecer uma crítica cheia de justificativas para falar o quanto se perde fazendo essa escolha, mas não quero condenar ninguém. Primeiro, a situação de ir ao dentista não é das mais agradáveis: abrir a boca para uma pessoa (mesmo sendo essa pessoa formada e especializada), e deixar que ela trabalhe nela de tantas formas é, no mínimo, desconfortável.


Você certamente está pensando que devo estar louco. Acabo de fazer uma propaganda contra minha profissão! Não é bem assim. Quero dizer que, se eu acho que ir ao dentista é no mínimo desconfortável, pode ter certeza que eu me coloco no lugar de cada paciente que se senta na minha cadeira. E, assim como eu, os pesquisadores e responsáveis pelos lançamentos odontológicos, criadores de tantos materiais e instrumentais que inundam o mundo atual, também têm esse pensamento. E, por isso, tanto eles quanto eu, como cirurgião dentista, faremos de tudo para que sua passagem pelo consultório seja a mais agradável possível, de forma que o desconforto natural seja substituído pela satisfação em saber que há todo um esforço para que você se sinta bem e o resultado final, não importa qual for o tratamento, seja espetacular.


Quanto mais demoramos a procurar ajuda especializada, mais as coisas pioram - isso é um fato inquestionável. São muitos os casos em que pessoas são obrigadas a fazer um canal, ou até mesmo a extração de um dente que, se tivesse sido visto poucos meses antes, seria necessário somente uma restauração simples. Pessoas que perdem dentes íntegros, somente pelo fato de não terem realizado uma limpeza algum tempo atrás. Isso porque a gengiva sem cuidados tornou-se doente, e com o tempo isso afetou todo o complexo do periodonto, que é o responsável pelo dente ficar "preso" na gengiva/osso/ligamentos.


Mesmo quem tem uma higiene considerada ótima, deve fazer visitas periódicas a um dentista. Como eu havia prometido, não condenei ninguém com esse texto. Mas uma coisa não consegui deixar de fazer: coloquei algumas justificativas para que todos saibam o quanto é ruim deixar de cuidar de seu sorriso. Não pude resistir...


Até a próxima!