Operação Chapa Quatro cumpriu Seis mandados de Prisão e Dez Mandados de Busca e Apreensão


Policiais civis da 105ª DP (Retiro) realizaram uma operação em diversos pontos da cidade de Petrópolis, logo pela manhã do dia de hoje (30.08.12), com o objetivo de cumprir dez mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão da investigação que apura o homicídio de LEANDRO DA COSTA TEIXEIRA, vulgo RUSSO, ocorrido no início do ano.

Na ocasião, RUSSO estava em um bar na localidade do Chapa Quatro quando foi surpreendido em plena luz do dia de um sábado por quatro indivíduos armados, os quais efetuaram diversos disparos de arma de fogo (revólveres e pistolas) que provocaram a morte do professor de capoeira, que era muito conhecido também pelo fato de estar constantemente envolvido em brigas.

Na investigação os policiais conseguiram reunir fortes indícios de que ANDERSON CLEITON DA SILVA SOARES (TOCHA), SERGIO LUIZ IZIDIO DE OLIVEIRA (SERGINHO), WALLACE JOSÉ DA SILVA MARIANO (CHURRASCO) e MARCO ANTÔNIO ABRANTES (MARQUINHO) executaram RUSSO com diversos tiros, quatro deles na cabeça e todos à queima-roupa, contando com o auxílio de GUILHERME DA COSTA FELICÍSSIMO (NEGUINHO) que alertou os criminosos sobre a localização exata da vítima.

O crime teria sido motivado por vingança, eis que RUSSO teria agredido familiares dos autores ANDERSON e WALLACE e, também, teria tentado matar ANDERSON efetuando disparos de arma de fogo dias antes de sua morte.

Na operação de hoje foram cumpridos os mandados de prisão temporária pelo crime de homicídio qualificado de GUILHERME DA COSTA FELICÍSSIMO, WALLACE JOSÉ DA SILVA MARIANO, SERGIO LUIZ IZIDIO DE OLIVEIRA e ANDERSON CLEITON DA SILVA SOARES, este último que já se encontrava preso em virtude de uma prisão em flagrante pelo crime de roubo a estabelecimento comercial, com emprego de arma de fogo e concurso de pessoas.

Na residência de SERGIO LUIZ IZIDIO DE OLIVEIRA, que confessou a autoria do crime de homicídio e possuía mandado de prisão também por roubo, ainda foram encontrados diversos objetos subtraídos do interior de um veículo de uma médica pediatra, os quais foram reconhecidos pela vítima. SÉRGIO negou a autoria do furto e acabou autuado também pelo delito de RECEPTAÇÃO.

Considerado um dos criminosos mais perigosos do bando, MARCO ANTÔNIO ABRANTES, não foi localizado pelos policiais e passou a ser considerado como foragido da justiça, conforme as informações prestadas pelo delegado assistente da 105ª DP, Dr. Fabricio Pereira, que comandou a operação deflagrada nesta manhã e que conta com o auxílio da população para localizar o homicida.