Megaoperação da Polícia Civil cumpre 27 mandados em Itaocara e região


Agentes revistam sede da INVISA, em Pádua (Fotos: Reprodução/ Folha Itaocarense)
 
 Um ano após a megaoperação do Ministério Público intitulada 'Amicus Curiae, a Polícia Civil deflagra nesta quinta-feira (30) a segunda fase. A nova fase da operação visa cumprir vinte mandados de busca e apreensão e outros sete de prisão preventiva. Os mandados foram expedidos pela Justiça após a Polícia ter continuado com as investigações.

   A primeira fase da operação teve como objetivo desarticular uma quadrilha que fraudava licitações na Câmara de São Fidélis. De acordo com as investigações do Ministério Público, os ex-presidentes das Câmaras de Vereadores de Itaocara e São Fidélis, Michel Ângelo e Marco Antônio, o 'Marcão', seriam os 'cabeças' do esquema. Eles foram presos preventivamente, junto com o ex-presidente do Itaprev, Aldimar Cunha, o 'Caju', mas a Justiça concedeu a liberdade para os três em julho, enquanto que as investigações continuaram por parte da Polícia Civil.

   Em relação à segunda fase, a Polícia Civil vai divulgar em breve os detalhes da operação. Os trabalhos estão concentrados em Itaocara, São Fidélis, Aperibé e Santo Antônio de Pádua. 

   Em Santo Antônio de Pádua os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão na sede do Instituto Vida e Saúde (INVISA). Os sócios do institutos estariam morando em Aperibé e também tiveram as residências revistadas pelos agentes. Já em Itaocara, computadores foram apreendidos na residência de um dos investigados. Outros mandados de busca e apreensão continuam sendo cumpridos.

Fonte: Folha Itaocarense.