Policiais prendem acusado de estelionato


 

Agentes da DCAV, durante a manhã, acionados por comerciantes de antiguidades do bairro da Lapa, prenderam em flagrante o nacional, EZEBENIL CAMPOS DA CONCEIÇÃO, de 63 anos de idade, pelos crimes de estelionato, falsa identidade, falsidade ideológica e uso de documento falso. EZEBENIL está a 40 anos cometendo crimes.

EZEBENIL havia passado um cheque de outra pessoa de conta encerrada, mas preenchido por ele, para comprar um espelho antigo no valor de R$ 480,00. O funcionário preencheu a nota fiscal do produto em nome de PAULO TAVARES DA SILVA, passado por EZEBENIL. Entretanto, o funcionário da loja, observando que o cheque estava em nome de uma mulher, resolveu ir ao banco descontar o título, quando foi informado da impossibilidade pelo caixa, momento em que acionou a DCAV, delegacia mais próxima, que conseguiu prender EZEBENIL na esquina do estabelecimento comercial.

No interior da especializada, EZEBENIL que se passou por PAULO, disse que na realidade seu nome era RUBEM TAVARES DA SILVA. Como seus dados não foram aceitos pelo sistema de inteligência, disse ser, na realidade, RUBENS TADEU SOUTO CENTULIÃO, nome também não confirmado. Diante dos diversos nomes mencionados pelo idoso, foi encontrado pelo SIP o nome de EZEBENIL CAMPOS DA CONCEIÇÃO com as fotografias do conduzido, constando contra ele 27 anotações criminais por crimes patrimoniais, como: estelionatos, falsificação de documentos, receptação, furto, apropriação indébita, roubo, dentre outros, sendo também preso pelo delito de tráfico de drogas. Constava ainda que havia saído do presídio Ary Franco, em sua última prisão, em dezembro de 2011, quando passou ao regime semi-aberto.

Em pesquisa mais apurada constatou-se que EZEBENIL usava em suas fraudes, pelo menos 10 nomes diferentes, constando ainda como falecido desde 21/07/2008, óbito registrado em cartório na cidade de São Gonçalo.

Diante da dificuldade e dúvida relativa à sua real identidade, foi encaminhado ao IIFP que o identificou como EZEBENIL CAMPOS DA CONCEIÇÃO, mencionando que, com esse nome, havia dois números de identidade, estando um deles cancelado, constando realmente óbito-cartorário em 20/07/2008. O Instituto informou ainda que em pesquisa junto ao Departamento de Polícia Federal apresentou confronto positivo como sendo RUBENS TADEU SOUTO CENTURION.

Com EZEBENIL foi encontrado outro documento de identidade de uma mulher que disse ter achado e o utilizava para outras fraudes ao comércio. Foi preso com um tapa olho (foto) para dificultar seu reconhecimento pelos comerciantes.

Sua vida no crime começou no ano de 1972, preso várias vezes, pela contravenção de vadiagem e, com o passar dos tempos foi adquirindo experiência no mundo do crime.

Outros comerciantes da Lapa e do Centro estão comparecendo à especializada para reconhecê-lo por ter aplicado outros golpes. A VEP, Polícia Federal, FENASEG- Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados, SERASA e INSS estão sendo oficiados para que tomem ciência dos fatos.

O delegado da DCAV, Marcello Braga Maia, tem certeza que EZEBENIL fazia vítimas diárias e, atualmente, vivia de golpes aplicados em comerciantes. O delegado suspeita ainda que EZEBENIL CAMPOS DA CONCEIÇÃO tenha aplicado golpe em seguro de vida, pois consta como falecido desde 2008.