Miracemense acusado do roubo de quatro milhões em joia em Campos do Goytacazes está em liberdade


Após os angustiantes quatro meses de prisão, o Miracemense Roney Santos Pereira foi colocado imediatamente em liberdade, após as vitimas do roubo da quantia de R$4.000.000,00 em joias, ocorrido na cidade de Campos dos Goytacazes não terem reconhecido o mesmo como autor do crime, na audiência realizada hoje (17/09), em Campos dos Goytacazes.

 

Roney Pereira

Tudo indica que a prisão de Roney foi o erro judicial  mais crasso da história do norte e noroeste fluminense.  Destaca-se que as vítimas chegaram a dizer que nao tinham certeza que Roney fosse o autor do crime no dia dos fatos, em sede policial, porém tal informação nao foi levada em consideração pela policia civil que representou pela prisão temporária de Roney, mesmo sabendo que o mesmo poderia ser inocente.

"Infelizmente esses 4 meses de vida perdida Roney não terá de volta, mas fatos como esses devem ser levados em consideração pelas autoridades publicas antes de tomarem certas decisões drásticas que limite o direito ambulatorial das pessoas, principalmente em virtude da liberdade ser a regra em nosso ordenamento jurídico, pois não há nada mais vil do que um inocente ser preso injustamente por um crime que não cometeu", disse o advogado Joaquim Moura.