Samba dá o tom da 10ª edição do Giro Cultural


O evento contou ainda com teatro infantil e lançamento na Livraria Ideal

Em sua décima edição, o Giro Cultural movimentou mais uma vez o centro de Niterói. Com o já tradicional roteiro que envolve literatura, teatro e música, o evento obedeceu um roteiro que passou pela Livraria Ideal, o Terminal Rodoviário Roberto Silveira e a Sala de Cultura Leila Diniz na manhã do último sábado (15/9).

O circuito teve seu início às 10h, com o lançamento do livro 'Brasil - A área mais privilegiada do planeta', de Rodrigo Santos. A publicação fala sobre geografia, história, política, economia e comportamento ético.  O diferencial do livro sobre outros que abordam tema semelhante, é o contraste proposto pelo autor entre os privilégios naturais do país e as dificuldades cotidianas.

- Escrevi motivado pela vontade de falar sobre as riquezas do Brasil, contou o autor Rodrigo Santos.

Já na Rodoviária Roberto Silveira, o público infantil acompanhou animado a encenação do espetáculo 'A verdadeira independência', da Arte e Corpo Teatro e & Cia. A história, uma versão bem humorada da independência do país, chamou a atenção de quem esperava pela hora do embarque.

Foi ao som de sambas tradicionais que a 10ª edição do Giro Cultural chegou ao fim. A apresentação de 'Fael do Cavaco e banda' empolgou o público presente, na sua primeira apresentação na cidade.

- O diferencial da nossa banda é que nós pegamos músicas de outros gêneros e transformamos em samba. Foi muito bacana tocar em Niterói, esperamos voltar mais vezes, disse Rafael Finamor, o Fael do nome da banda.