Suspeito de matar menina no interior do Rio aparece morto na cadeia


 

O principal suspeito de ter degolado uma menina de seis anos, no dia 21 de setembro, no município de Natividade, no noroeste fluminense, apareceu morto no início da manhã de hoje (25), no Presídio Diomedes Vinhosa Muniz, em Itaperuna. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), Nilson Moretti Floro, de 53 anos teria cometido suicídio na madrugada e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itaperuna, onde foi submetido à perícia.

De acordo com informações do presídio, Nilson estava isolado numa cela e teria utilizado lençóis para se enforcar. Na tarde de ontem, o IML informou que a causa da morte, apontada na perícia, seria de fato enforcamento. Uma sindicância interna foi aberta do presídio para apurar se a morte foi suicídio ou possivelmente um homicídio.

O caso - Na tarde de quinta-feira, a menor foi encontrada morta no quintal de sua casa, por um irmão de dez anos, na rua Maria Rita de Cássia, no bairro Cantinho Fiorelo. De acordo com a Polícia, a criança estava com marcas de facadas no pescoço. O suspeito de ter cometido o crime morava no mesmo terreno onde a vítima residia com os pais e o irmão mais velho. O órgão explicou ainda, que no terreno há três casas, sendo separas por um muro. No momento do crime as crianças estariam sozinhas e os pais estariam trabalhando.

Segundo o Registro de Ocorrência da 140ª Delegacia Legal de Natividade, a faca que teria sido usada no crime, foi encontrada debaixo da cama do suspeito. E na própria delegacia, Nilson ainda teria confessado o crime.

A Policia ainda informou que quando chegou ao local notou que a calça da criança estava na altura da coxa. O suspeito foi encaminhado para a casa de custódia de Itaperuna, onde ficaria à disposição da justiça. A mãe da criança precisou ser hospitalizada após saber do acontecido.

Dulcides Netto

Fonte: Folha da Manhã