BAZAR LEADER JÁ É DO BGT PACTUAL


 

                Depois de ter adquirido no ano passado 30% do capital da empresa varejista Leader, o Banco Pactual do empresário André Esteves comprou mais 40%, assumindo a direção da empresa que conta com mais de cinco mil funcionários, com 66 unidades, com presença em oito estados no sudeste e nordeste. Por ano, circulam 70 milhões de consumidores em suas lojas com classe C e D. No ano passado as lojas Leader tiveram como lucro uma receita de 957,8 milhões, alta de 24% do ano anterior e um lucro líquido chegou a 47 milhões. Os lucros sobem a cada ano com a expansão da rede de lojas.

                A primeira tentativa de venda da Leader foi com sua concorrente, lojas Renner, do Rio Grande Sul, que se tornaria a maior da América Latina, mas em virtude de más negociações acabaram por emperrar devido a crise econômica mundial. Os fundadores da Loja Leader, Newton, José Laenio e Omar Machado Gouveia, passaram a direção da empresa para gestores profissionais devido ao crescimento vertigino do grupo empresarial, para outros estados da federação. A venda dos setenta por cento foi igual a 1,36 bilhões. A família Gouveia ainda ficou com 30% da firma.

                A maior empresa do estado do Rio no setor de roupas nasceu em Miracema depois que a família Gouveia iniciou as suas atividades em Palma onde eram empregados do Sr. Araújo, que tinha uma pequena casa de comércio e queria vendê-la à vista para Newton, Omar, José Laneio e Otávio. Newton era esportista e defendia o Clube Atlético Palmense como zagueiro central e através de Nilson Moreira e Dalton veio para defender o Tupan. Compraram o Bar Leader, onde hoje é a Miragás, que não dava para sustentar a numerosa família Gouveia. Fundaram uma casa para venda de retalhos que era conhecida como 'Casa Nova'.

                Vendiam muito barato, dai o sócio Omar comprou do Sr. Osvaldo Passos a casa onde até hoje está instalado o Bazar Leader. Newton foi para São Paulo só para comprar, veio a filial de Macaé e Niterói. A filial de Miracema é bastante rendosa, mas hoje, só é mantida graças a gratidão da família Gouveia por Miracema, assim como Palma, onde inúmeras famílias foram convidadas para a inauguração de mais uma loja adquirida da antiga Mesbla.

Por Maurício Monteiro