Raiva Bovina preocupa autoridades da Defesa Sanitária de Miracema e da região Noroeste Fluminense


Desde dezembro de 2019, a Raiva Bovina, vem preocupando às autoridades da Defesa Sanitária de Miracema, com registros no distrito de Venda das Flores, na localidade de Areias, na divisa com Palma/MG, entre outros. Já foram confirmados vários casos no município. Segundo informações, os rebanhos não estão sendo vacinados, por falta da vacina.

Morcego - AFP

Outros municípios também tiveram casos confirmados como Cambuci, Laje do Muriaé, Itaperuna e Santo Antônio de Pádua. A raiva bovina é geralmente transmitida pela mordedura de morcegos hematófagos, que atuam como portadores, reservatórios e transmissores do vírus.

FOTO: NELSON BARROS

'Esses casos já estão circulando desde dezembro e a Secretaria Municipal de Saúde têm sido nossa aliada nessa situação. Os pecuaristas que possuem animais e caso confirme a doença, devem se vacinar. É preciso fazer a vacinação de seus rebanhos, duas vezes por ano, pois os morcegos estão contaminados e acabam transmitindo a doença, para os seres humanos', disse Lia Márcia de Paula Bruno, Médica Veterinária responsável pela Unidade do Laboratório da Pesagro em Miracema, funcionária da Defesa Agropecuária do Estado do Rio.

Em caso de dúvida, os pecuaristas devem se dirigir até a Pesagro e procurar a Defesa Agropecuária para orientações, na Rua Marcílio de Poly s/nº (no Horto), em Miracema. Também podem entrar em contato pelo telefone: 38521040.