Acusado de Roubo em Campos, encontrava-se em Miracema no dia do Roubo


 


O jovem de boné e blusa escura, é o miracemense Roney Santos Pereira, segundo testemunhas

O Miracemense Roney Santos Pereira encontra-se preso há exatamente um mês, por ter sido acusado pelo roubo milionário de 4 milhões em barras de ouro na residência da vítima Cláudia Márcia de Souza, na cidade de Campos dos Goytacazes/RJ.

 “Ocorre que uma gravação visual demonstra que o acusado, no horário e na data do crime, por volta das 11h do dia 04/05/2012, encontrava-se realizando compras num estabelecimento comercial na cidade Miracema (Açougue e Mercearia Irmãos Carneiro),  que fica a 150 Km do local do crime. No entanto, o Juízo Criminal de Campos, indo contra até mesmo ao parecer favorável proferido pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, no sentido de substituir a prisão do acusado por outra medida cautelar, manteve Roney encarcerado”, afirmou o advogado Joaquim Moura.

 

 Segundo a defesa de Roney, realizada pelo escritório de advocacia Moura e Moreira, um habeas corpus foi impetrado a seu favor perante o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, pendente de julgamento, para cercear os constrangimentos a sua liberdade de locomoção.

"Registra-se que Roney, apesar de primário, possuidor de bons antecedentes, ter emprego com carteira assinada e residência fixa, foi preso baseado, exclusivamente, num reconhecimento fotográfico realizado pela vítima em sede policial, que não tem previsão no Código de Processo Penal, e é até mesmo divergente de seu próprio depoimento, onde afirmou que o assaltante usava aparelho odontológico nos dentes, porém Roney não usa e nunca usou aparelho", disse o advogado.

Assista ao vídeo.