SECRETARIA MANTERÁ AULAS DE REFORÇO DE PORTUGUÊS E MATEMÁTICA EM 2013


Os alunos do ensino médio da rede pública estadual continuarão a receber aulas de reforço das disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa no ano letivo de 2013. O anúncio foi feito pelo subsecretário de Gestão Escolar da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), Antonio Neto, nesta quarta-feira (14/11), durante audiência pública da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Durante o evento foi discutida a redução da carga horária das disciplinas de Filosofia e Sociologia, para darem lugar às aulas de reforço. Segundo Neto, a opção de reduzir um tempo de aula das matérias se deu após um diagnóstico feito pela pasta que mostrava uma necessidade urgente de reforço em Língua Portuguesa e Matemática. Atualmente os alunos estão tendo apenas um tempo semanal de aulas de Filosofia e Sociologia.

Presidente da comissão, o deputado Comte Bittencourt (PPS) acredita que há a necessidade de aprofundar o debate sobre a questão curricular do ensino médio. 'Se reduziu uma carga horária para se ampliar em Matemática e Língua Portuguesa, que são disciplinas fundamentais, centrais de qualquer projeto educacional. Mas Sociologia e Filosofia também têm um papel importante nessa grade, é uma escolha difícil e esse é o começo de um debate que pretendemos aprofundar em 2013 aqui na comissão', afirmou. O subsecretário disse que o diagnóstico feito pela rede mostrou a necessidade de ações emergenciais nas duas disciplinas. 'Ao nos deparar com essa situação tivemos que fazer uma opção e optamos pelo reforço escolar, que é algo que, estrategicamente, para funcionar bem, tem que funcionar no próprio turno, caso contrário o aluno não retorna para a escola. Queríamos garantir que no turno desses alunos eles tivessem alguns tempos para o reforço escolar e, no ano que vem, vamos continuar garantindo esse tempo na matriz curricular, por isso reduzimos os dois tempos de filosofia e sociologia para um', contou.

Neto disse, ainda, que no próximo ano a Secretaria vai se reunir com representantes dos sindicatos para conversar sobre o tempo das aulas de Filosofia e Sociologia. 'Nós iremos conversar com os sindicatos e passar para eles o nosso planejamento. Também pretendemos discutir a possibilidade de organizar o tempo dessas disciplinas na matriz curricular, em 2014', pontuou. Presidente do Sindicato dos Sociólogos, Nilton Soares lembrou a importância das disciplinas para a formação de um cidadão. 'A Secretaria reduziu o tempo que já era pouco e isso fez com que a disciplina ficasse impraticável de ser oferecida para o aluno. É uma disciplina importante para formar um cidadão mais reflexivo, para pensar na nossa realidade, nas desigualdades sociais', pontuou, acrescentando que o resgate da carga horária inicial é essencial. 'O estado do Rio é pioneiro na inclusão dessas disciplinas como obrigatórias no ensino médio e agora reduziu a carga horária, isso nos entristece', disse Soares. Os deputados Paulo Ramos (PDT) e Marcelo Freixo (PSol) também estiveram presentes.

(texto de Vanessa Schumacker)