ALERJ INICIA ANO COM RENOVAÇÃO DE 10%


A chegada de sete novos deputados movimentou a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) durante o mês de janeiro. A renovação de 10% do Parlamento é consequência da posse de quatro deputados como prefeitos e da ida de outros três para secretarias de Estado. O próximo dia 5, quando a Casa realizar a abertura do ano legislativo, marcará a volta dos ex-deputados Armando José (PSB), Cida Diogo (PT) e Marco Figueiredo (PSC). Os estreantes serão os deputados Dr. Gotardo, Ricardo da Karol - ambos do PSB -, Geraldo Pudim (PR) e Carlinhos Moutinho (PSDC).

Armando José, Ricardo da Karol e Ghotardo Netto, o Dr. Gotardo, chegam à Casa após a saída de três deputados eleitos pela coligação PMN/PSB. Alessandro Calazans, eleito prefeito em Nilópolis daria lugar a Rogério Cabral. Como este foi eleito prefeito em Friburgo, Armando José assumiu efetivamente o mandato. A saída dos deputados Gustavo Tutuca e Christino Áureo, que assumiram respectivamente as secretarias de Estado de Ciência e Tecnologia e de Agricultura e Pecuária abriram novas vagas. O suplente a ser convocado seria Rubens Bomtempo, eleito prefeito em Petrópolis. Com isso foram empossados como primeiro e segundo suplente, respectivamente, Ricardo da Karol e Dr. Gotardo.

No PT, a eleição do ex-deputado Rodrigo Neves para a prefeitura de Niterói abriu caminho para a efetivação do deputado André Ceciliano, até então 1º suplente do partido, e para que Robson Leite assumisse a primeira suplência (Leite já estava com mandato, como segundo suplente, pois Carlos Minc e o próprio Rodrigo estavam afastados do Legislativo para atuarem como secretários de estado). Já a ida do deputado Zaqueu Teixeira para o comando da pasta de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado abriu caminho para mais um suplente. O próximo na lista seria Cláudio Vasque Chumbinho, eleito prefeito em São Pedro da Aldeia, o que trouxe de volta à Casa a parlamentar Cida Diogo. A saída do deputado Marcus Vinicius (PTB) para a recém-criada secretaria de Estado de Envelhecimento Saudável e Qualidade de vida empossou Carlos Moutinho, primeiro suplente na coligação PTB/PSDC.

Também foram efetivados no cargo o deputado Marco Figueiredo, que assume vaga deixada pelo novo prefeito de Rio das Ostras, Sabino; e Geraldo Pudim, que herda cadeira do prefeito de Araruama, Miguel Jeovani.

Todos tomaram posse durante o recesso parlamentar e chegam ao Parlamento com muitos projetos para o exercício dessa nova função. Ricardo da Karol diz que manterá seu trabalho em benefício da Baixada Fluminense. 'Continuarei trabalhando principalmente em benefício da população da minha região, agora com um olhar mais amplo', anuncia o ex-vereador de Duque de Caxias, que também se candidatou à prefeitura de Magé nas últimas eleições. Mesma intenção tem Carlos Moutinho (PSDC), de São João de Meriti.

Ex-prefeito de Volta Redonda, Dr. Gotardo disse que aguardava ter essa oportunidade de integrar o Parlamento. 'Sempre aguardei a oportunidade de poder implantar, em nível estadual, projetos que foram bem desenvolvidos em âmbito municipal', afirmou. Já o ex-vereador de Campos e ex-deputado federal Geraldo Pudim garantiu que irá fiscalizar os trabalhos do Poder Executivo durante seu mandato. 'Cumprirei meu papel constitucional de criar leis e averiguar os atos do Governo do estado. Tenho certeza que Campos e região saem ganhando com essa possibilidade', declarou.

Marco Figueiredo disse que conta com a experiência adquirida em três mandatos para trabalhar, principalmente, na fiscalização do atendimento oferecido pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). 'Pretendo fazer uma comissão para trabalhar junto com a sociedade civil organizada e os prefeitos na avaliação do serviço da Cedae. Essa será minha grande batalha: defender o direito à água, à vida', anunciou. Figueiredo também já esteve à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Baixada e da Região Metropolitana.

Iniciando o seu quarto mandato, o deputado Armando José volta à Casa depois de ter ocupado a vaga de segundo secretário na Mesa Diretora em seu último mandato. Psicólogo por formação, o pastor evangélico já participou das comissões especiais de Planejamento Familiar e de Evasão do IPVA em legislaturas anteriores. O parlamentar é autor da Lei 4.265/04, que obriga instituições bancárias a manterem guichê adaptado para pessoas com deficiência. Já a deputada Cida Diogo, que inicia seu terceiro mandato, teve um trabalho marcado pela defesa das mulheres e por projetos na área da Saúde.

(texto de Fernanda Porto)