DELEGADO INTERDITA PARQUE AQUÁTICO DE CAMBUCI E ENCONTRA CORPO DE MENOR DESAPARECIDO


Após receber determinação da Chefia da Polícia Civil para auxiliar na investigação do desaparecimento do menor YURI CASTRO SANTOS, de sie anos, no último domingo, no interior do Parque Aquático de Cambuci, o Delegado Filipi Poeys Lima e sua equipe da 136ª DP - Pádua iniciou o levantamento de todos os possíveis fatos relacionados ao menor.

Uma das primeiras orientações do Delegado Filipi ao chegar ao local, foi à interdição completa do local, bem como, o esvaziamento completo de todas as piscinas do Parque Aquático. Porém,  com a demora do esvaziamento da piscina intermediária, um Guarda Vidas do próprio parque resolveu enfiar um vergalhão na manilha do escoamento de água (pois constantemente é obstruída por galhos e folhas), momento em que foi localizado resíduos de pele humana, sendo requisitada uma máquina da Prefeitura de Cambuci para auxiliar na retirada da mesma, momento em que foi encontrado o corpo do menor.

O delegado relatou que "infelizmente não foi o desfecho que todos queriam, preferíamos investigar um desaparecimento e encontrar a criança viva e com saúde, mas o pior aconteceu e agora vamos concluir as investigações e encaminhar para o Ministério Público" afirmou o delegado.

Ressaltou ainda que o Parque Aquático vai permanecer interditado até que todas as medidas de segurança sejam adotadas para controlar a entrada e saída de pessoas e veículos, bem como a contratação de Guarda Vidas suficiente para que a demanda do Parque, pois de acordo com as informações iniciais, haviam mais de 1200 pessoas no local no último domingo e apenas 4 guarda vidas e a devida liberação do Corpo de Bombeiros.

"Todas as equipes do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Conselho Tutelar, Guarda Vidas do Parque Aquático, Polícia Militar e a Polícia Civil se empenharam muito durante esses dias para solucionar o ocorrido, muito obrigado a todos vocês" agradeceu o delegado Filipi Poeys.