Corpo de Bombeiros completa 156 anos de serviços prestados


O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro completou, nesta segunda-feira (02/07), 156 anos de serviços prestados à população fluminense com comemoração aberta ao público. No Quartel Central da tradicional corporação, nas proximidades do Campo de Santana, no Centro, bombeiros militares realizaram simulações de salvamento e resgate utilizando técnicas diversas e equipamentos como plataformas mecânicas. Presente na solenidade de aniversário do Corpo de Bombeiros, o vice-governador e coordenador de infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, lembrou a coragem dos 16.275 bombeiros militares que atuam no estado fluminense.

 

O vice-governador e coordenador de infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, e o comandante do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e secretário de Defesa Civil, Sérgio Simões. Fotógrafo: André Gomes de Melo

- É um prazer participar do aniversário desta nobre instituição. Temos um calendário de eventos acontecendo no Rio, tivemos recentemente a Rio+20, teremos a Jornada Mundial da Juventude católica, a Copa, as Olimpíadas. Vamos contar com o Corpo de Bombeiros para termos segurança e proteção. Quero lembrar aqui a dedicação destes homens como nas tragédias da região serrana. Vivenciei com vocês momentos que nunca irei esquecer. Vi a dedicação, o carinho, o não ter hora para socorrer as pessoas. É muito bom ver o Corpo de Bombeiros super equipado. Ver que o dinheiro do Funesbom (Fundo Especial do Corpo de Bombeiros Militar) está sendo cada vez mais aplicado na corporação - disse Pezão.

 

A comemoração contou ainda com a entrega dos espadins aos cadetes do primeiro ano do curso de formação de oficiais, marcando a chegada de uma nova geração à corporação, além de apresentação dos oficiais do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), a tropa de elite do Corpo de Bombeiros, que escalaram as torres do Quartel Central e desceram as estruturas de rapel.

 

- É um dia de muita alegria. Estamos comemorando os 156 anos do primeiro Corpo de Bombeiros do Brasil, criado ainda no Império por Dom Pedro II. Hoje, nos orgulhamos muitos de sermos o único Corpo de Bombeiros da federação que atende a todos os municípios do estado com mais de 16 mil homens. Isso tudo que nos dá credibilidade junto à população e fortalece nossa imagem de uma corporação de homens de bem, de pessoas dedicadas a proteger e acolher o povo - disse o comandante do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e secretário de Defesa Civil, Sérgio Simões.

 

O museu do Corpo de Bombeiros abriu suas portas ao público durante o evento comemorativo. Viaturas históricas, dos séculos XIX e XX, além de outras relíquias, como capacetes usados por bombeiros de outros países foram expostas.

Um grande bolo foi servido ao final da solenidade.

 

Tradição e Bravura

 

A bravura dos membros da corporação que completa 156 anos de existência pode ser verificada em casos recentes como o da tragédia, por conta das fortes chuvas de verão, na Região Serrana, ocorrida em janeiro do ano passado. O episódio contou com a participação bombeiros militares que atuaram na Serra dia e noite, 24 horas por dia, para socorrer à população e evitar novos desmoronamentos e mortes. Na época, em Nova Friburgo, três membros da corporação morreram enquanto se deslocavam para prestar socorro ao serem atingidos por um deslizamento de terra.

 

Em janeiro de 2012 outra tragédia contou com o apoio de bombeiros militares: o desabamento de dois prédios no Centro, na altura da Avenida Treze de Maio. Só no primeiro dia de resgate de vítimas, aproximadamente 60 homens da corporação estiveram no local atuando no trabalho de socorro, entre bombeiros dos quartéis da Barra da Tijuca, de São Cristóvão e do Centro.