PMs DE MIRACEMA RELEMBRAM O NASCIMENTO DE LUCAS E FALAM DA MORTE DA MÃE ADRIANA


Aos cinco dias do mês de setembro de 2004, quando encontrava-me de serviço com o amigo Fernandes, na cidade de Miracema-RJ, fomos acionados para proceder à parte alta da cidade para atender a ocorrência de "parturiente".

No local encontramos Adriana Tito Pereira, na época com 20 anos de idade, com fortes dores, contrações e que quase não conseguia andar. Os familiares nos disseram na ocasião que haviam chamado a ambulância, mas já haviam se passado quase meia hora e nada de chegarem, motivo este que recorreram à Polícia Militar este pedido de socorro.

FOTO: NELSON BARROS/ POR ALENXANDER SAMEL



Era uma madrugada gélida, Adriana já se encontrava em trabalho de parto e a condução para um nasocômio já não era mais motivo de urgência, mas sim, oferecer a criança as melhores condições possíveis para o nascimento.

Em fração de segundos, já que deveríamos pensar rápido, optamos por deitá-la sobre um cobertor na própria calçada e aguardar a chegada daquele que se chamaria Lucas. E não demorou mais do que dois minutos, lá estava o pequenino nascendo... sendo envolvido em minha jaqueta da Polícia Militar, a qual chamamos de "napa", e ainda recebendo os primeiros cuidados na retirada das secreções nasais e bucais, próprias de partos desta natureza. O milagre da vida se fez presente e fomos agraciados por Deus em ter esta oportunidade ímpar.

Ainda na rua e com o pequeno Lucas bem aquecido, aguardamos a chegada da ambulância, onde a Enfermeira Rosemari Ribeiro fez o mesmo procedimento de aspirações das secreções e o corte do cordão umbilical, separando assim mãe e filho de um mesmo corpo.

Ao longo dos anos fomos acompanhando Lucas crescendo, pois não perdemos o contato com a família de origem humilde e trabalhadora, que volta e meia nos recebiam de forma sempre carinhosa. O pequeno Lucas, no entanto, hoje com quase 8 anos de idade e contagiado nesta magia de ter vindo ao mundo na presença de dois policiais e hoje amigos, possui este sonho de "SERVIR E PROTEGER" e se tornar mais um membro da Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Mas a vida nos prega peças, não é só alegria, faz parte dela dizer "adeus" também!
Com certeza ninguém esperava um adeus tão precoce, ainda mais em se tratando do pequeno Lucas.

Pois é... Adriana nos deixou! Aquela que foi uma guerreira, que suportou as dores de um parto nas piores condições possíveis... partiu!

O pequeno Lucas seguirá sua vida, agora sob a orientação de seus avós maternos. Mas terá sempre à espreita verdadeiros amigos, guardiões, que o orientará a seguir sempre o caminho reto e do bem, a fim de que se torne mais um membro desta grandiosa família chamada Polícia Militar.

Ajudaremos a cuidar do pequeno Lucas, ide em paz Adriana Tito Pereira!



Sargento Alexander Samel
Sargento Wilson Fernandes

MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL DOIS ESTADOS

(Foto: Nelson Barros - Jornal Dois Estados).