Aperibé, Itaperuna, Itaocara e Natividade, estão na faixa de risco alto

Este mapa dá uma visão geral da pandemia nos 92 municípios do RJ e segue os mesmos critérios de classificação já utilizados no mapa de risco do estado. Os dados detalhados estão à disposição das autoridades de saúde locais. No entanto, como sempre destacamos, a avaliação final da situação de cada localidade cabe às prefeituras e às secretarias municipais de saúde, considerando a sua capacidade de resposta a um possível quadro de agravamento da pandemia.

É importante salientar que municípios de pequeno porte são mais impactados nos indicadores relativos por pequenas diferenças em números absolutos, ou seja, variar de um óbito para dois em uma semana impacta em um aumento de 100%, resultando em uma alta pontuação total. As taxas de ocupação utilizadas são as regionais, considerando a regulação única, pois esta representa melhor a situação local por não penalizar os municípios de pequeno porte.
Nesta edição não possui municípios com a classificação de risco MUITO ALTO (roxo). Foram classificados em risco ALTO (vermelho) 13 municípios no ERJ e 21 em risco moderado e 58 em risco baixo, mostrando uma melhora na situação de risco do ERJ nesta avaliação. A figura 1 e a tabela 1 mostram a classificação de risco para os 92 municípios na comparação da SE 26 com a SE 24.
Figura 1 – Mapa de risco da COVID-19 no estado do Rio de Janeiro por município. Estado do Rio de Janeiro, 14/07/2021.

Aperibé, Itaperuna, Itaocara e Natividade, estão na faixa de risco alto

Este mapa dá uma visão geral da pandemia nos 92 municípios do RJ e segue os mesmos critérios de classificação já utilizados no mapa de risco do estado. Os dados detalhados estão à disposição das autoridades de saúde locais. No entanto, como sempre destacamos, a avaliação final da situação de cada localidade cabe às prefeituras e às secretarias municipais de saúde, considerando a sua capacidade de resposta a um possível quadro de agravamento da pandemia.

É importante salientar que municípios de pequeno porte são mais impactados nos indicadores relativos por pequenas diferenças em números absolutos, ou seja, variar de um óbito para dois em uma semana impacta em um aumento de 100%, resultando em uma alta pontuação total. As taxas de ocupação utilizadas são as regionais, considerando a regulação única, pois esta representa melhor a situação local por não penalizar os municípios de pequeno porte.
Nesta edição não possui municípios com a classificação de risco MUITO ALTO (roxo). Foram classificados em risco ALTO (vermelho) 13 municípios no ERJ e 21 em risco moderado e 58 em risco baixo, mostrando uma melhora na situação de risco do ERJ nesta avaliação. A figura 1 e a tabela 1 mostram a classificação de risco para os 92 municípios na comparação da SE 26 com a SE 24.
Figura 1 – Mapa de risco da COVID-19 no estado do Rio de Janeiro por município. Estado do Rio de Janeiro, 14/07/2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.