Rio de Janeiro já recuperou quase 100% dos empregos perdidos com a pandemia

O Rio de Janeiro já recuperou 99,8% dos empregos perdidos durante a pandemia. É o que indica a análise dos dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (27) pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.
Pelo oitavo mês consecutivo, o Rio de Janeiro apresenta saldo positivo na geração de empregos: foram criados 19.076 postos de trabalho com carteira assinada em setembro, que colocam o estado em quarto lugar no ranking de vagas formais. Se comparado com setembro do ano anterior (9.723), o resultado é aproximadamente 96% maior.
“Esse bom desempenho do Rio de Janeiro revela a tendência de expansão do mercado de trabalho formal no estado, com a recuperação econômica de diversos setores, principalmente os de serviços e comércio. Gerar empregos e renda para a população fluminense está entre as prioridades do governo. O melhor projeto social é o emprego, é dar dignidade ao cidadão para sustentar sua família”, afirma o governador Cláudio Castro.
No acumulado de janeiro a setembro, o saldo do estado é de 123.321 postos de trabalho gerados. Os setores de serviços e comércio foram os que mais se destacaram, com a criação de 11.502 e 3.863 empregos, respectivamente, seguidos pela indústria, com 2.446 vagas, e construção, com 1.368.
O maior saldo de vagas foi preenchido por jovens entre 18 e 24 anos. Por grau de instrução, 74,5% dos postos foram ocupados por pessoas que possuem o Ensino Médio completo. A divisão por gênero continua equilibrada, com 52% dos homens e 48% das mulheres preenchendo as vagas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.