GRATUIDADE EM ÔNIBUS PARA PORTADORES DE SÍNDROME PÓS-COVID

A Alerj vota, nesta quinta-feira (10), em primeira discussão, o projeto de lei 4293/2021, do deputado Jair Bittencourt (PP), que inclui portadores da síndrome pós-Covid entre os beneficiados pela gratuidade em ônibus intermunicipais do Estado do Rio de Janeiro. A proposta altera a Lei 4510/2005, que estabelece isenção de pagamento nos serviços de transporte intermunicipal de passageiros por ônibus para alunos do ensino fundamental e médio da rede estadual de ensino e pessoas portadoras de deficiência e de doença crônica física ou mental que exijam tratamento médico contínuo e cuja interrupção possa acarretar risco de vida.

“Inúmeros infectados pela Covid-19 sofrem com sequelas por um longo período, demandando acompanhamento médico interdisciplinar e várias idas e vindas às unidades de saúde que, muitas vezes, ficam em outros municípios. Oferecer transporte gratuito a estas pessoas é garantir que poderão dar continuidade a esses tratamentos, ainda mais na situação atual, em que muitas famílias tiveram sua renda reduzida”, ressaltou Jair Bittencourt, que é vice-presidente da Alerj.

Balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, no início deste mês, mostra que o número de pessoas que se recuperaram da Covid-19 ultrapassou a marca dos 26 milhões no Brasil, o que corresponde a 90% das pessoas que contraíram a doença desde o início da pandemia.

Estudo publicado na revista científica internacional eClinicalMedicine revela que já foram identificados 203 sintomas de longa duração associados à doença, envolvendo 10 órgãos diferentes do corpo humano. Entre os mais frequentes estão fadiga, falta de ar, dores de cabeça, dores musculares, queda de cabelo, perda de paladar e olfato (temporária ou duradoura), dor no peito, tontura, tromboses, palpitações, depressão e ansiedade, dificuldades de linguagem, raciocínio e memória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.