(22) 997587542  |  contato@doisestados.com.br

Governo do Estado fecha acordo para pagamento de R$ 210 milhões para mais de 10 mil aposentados da Educação

Nelson Barros

Nelson Barros

Na última semana, um acordo judicial foi firmado entre a Secretaria de Estado de Educação, a Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro e o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), para o pagamento de valores devidos aos servidores estaduais inativos.

O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, o Procurador Geral do Estado, Bruno Dubeux, e representantes do Sepe comemoraram o acordo que vai contemplar mais de 10 mil servidores inativos.

Para o governador Cláudio Castro, os grandes vencedores dessa luta foram o diálogo e aqueles que têm como meta o ensino público de qualidade.

“Nada disso seria possível sem o diálogo. Somos incansáveis quando o assunto é educação, investimos e cuidamos daqueles que merecem todo o nosso respeito, os nossos servidores aposentados jamais serão esquecidos”, comemora o governador.

O pagamento era aguardado há 17 anos pelos servidores e é referente à gratificação do programa Nova Escola.

Serão destinados R$210 milhões para 10 mil aposentados da Educação, que receberão os valores devidamente corrigidos em breve. Os trâmites para o pagamento irão transcorrer de acordo com os procedimentos judiciais. A Seeduc, o Sepe e o Rioprevidência informarão quando e como se darão os pagamentos que serão creditados diretamente na conta dos servidores aposentados.

Para que o acordo fosse firmado, o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, esteve na Procuradoria Geral do Estado, para realizar a homologação junto ao Sepe.

“Foram anos e anos de espera e, finalmente, o final foi feliz. O governador, Cláudio Castro, sempre cobrou que os aposentados da Seeduc também tivessem o tratamento merecido e hoje estamos podendo fazer isso. É uma vitória não apenas para o servidor inativo, mas também para o ativo, que olha para esse momento e percebe que uma gestão séria valoriza o trabalho dele”, disse Alexandre Valle.

Foto: Uanderson Fernandes