CidadeDESTAQUES

Itaperuna foi a décima cidade do estado que mais contratou em 2022, aponta Firjan 

Com 3.398 novos postos de trabalho criados, Itaperuna foi a décima cidade do estado que mais abriu vagas de trabalho. Os dados foram compilados pela Firjan na plataforma Retratos Regionais, a partir das informações divulgadas pelo Caged. A indústria foi a principal contratante da cidade (+2.865), e responsável também pela maioria das contratações em todo o Noroeste Fluminense (+3.455).

“A construção civil é um dos pilares da nossa economia, pois a partir dela movimentamos diversos outros setores, como o de serviços, por exemplo. Com as prometidas obras em infraestrutura que estão por vir, a tendência é melhorar nossa competitividade e, consequentemente, também a geração de empregos”, destacou o presidente da Firjan Noroeste Fluminense, José Magno Vargas Hoffmann.

O Noroeste registrou apenas dois saldos negativos nos 12 meses de 2022: em janeiro e dezembro, período em que, segundo especialistas, costumam ser encerrados contratos temporários de trabalho. Nenhuma cidade da região fechou o ano com saldo negativo. Além de Itaperuna, as melhores posicionadas são Santo Antônio de Pádua (+830) e Bom Jesus de Itabapoana (+329) – ambas com destaque para Serviços. Já em Itaperuna, os números foram puxados principalmente pela construção de edifícios (+2.217).

Em todo o estado, o setor industrial fluminense cresceu 42,5% no ano passado em relação a 2021. Considerando as áreas extrativa, de transformação, construção e Serviços Industriais de Utilidade Pública, foram 51.339 postos de trabalho, frente a 36.031 em 2021. De acordo com a federação, o aumento está relacionado, principalmente, ao desempenho da construção civil, que registrou 27.950 contratações em 2022, quase o dobro do ano anterior (+14.112).

No setor de Serviços, o crescimento na geração de empregos de 2022 em relação a 2021 foi de 22,6%. Já o Comércio e a Agropecuária tiveram no ano passado desempenho inferior ao de 2021. Apesar disso, todos esses grandes setores fecharam 2022 com saldo positivo. O setor de Serviços (+128.767) foi o que mais contratou no ano, seguido da Indústria (+51.339). Com o bom desempenho do fim do ano, Comércio (+13.621) também retoma o saldo positivo de contratações, seguido pela Agropecuária (+1.142).